17 agosto 2007

1

reformar a casa é abri-la
pra tentar descobrir outra dentro

2

quando se esquece o quintal
súbito uma parede

3 comentários:

dudu oliva disse...

Tenho receio de comentar e fazer interpretações que não tem nada haver com as intenções do artista. O minimamlismo é tão complexo...

Lisardo Lopes Gonzalez disse...

Muito interessante essa sua poética com a imagem fazendo parte do texto.

Graça Carpes disse...

Que brotem flores ante as muralhas!
:)