13 outubro 2007

1

quem sustenta a noite
e seus cordilhames
também sustenta o próprio gesto
(também telhados pertencem mais à noite):
2

o corpo gigante
(a corda sul na mão alta
a corda norte na mão baixa)
vazado da própria noite
quando se abre uma janela para olhá-lo
3

pertencer é assombrar

Um comentário:

Nuno Rocha. disse...

Gostei. Um abraço deste lado do oceano.